Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/handle/123456789/576
Title: Qualidade dos méis de Apis mellifera L. produzido por agricultores familiares da Baía do Iguape, Bahia, Brasil.
Authors: Silva, Samira Maria Peixoto Cavalcante da
Abstract: O presente trabalho teve por objetivo avaliar a qualidade dos méis de Apis mellifera L. produzido por agricultores familiares da Baía do Iguape, Bahia, Brasil. Um total de 42 amostras foi colhido nos apiários instalados na Baía do Iguape, entre março de 2009 a fevereiro de 2010. As amostras foram encaminhadas para o Laboratório do Núcleo de Estudos dos Insetos - INSECTA, do Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, onde procederam as avaliações físico-químicas (açúcares redutores totais, açúcares redutores, sacarose aparente, umidade, atividade diastásica, hidroximetilfurfural, cinzas, pH, acidez, condutividade elétrica e classificação de cor), microbiológicas (coliformes totais, bolores e leveduras, bactérias psicrotróficas, bactérias mesófilas e Salmonella sp.) e sensoriais (fluidez, cor, aroma, cristalização, sabor e aceitabilidade). Para as avaliações físico-químicas constatou-se que 61,90% das amostras estudadas encontram-se dentro dos padrões estabelecidos pela legislação brasileira para comercialização de mel. O teor de umidade (16,66% das amostras), açúcares redutores (14,28% das amostras), cinzas (4,76% das amostras) e HMF (2,38% das amostras) desclassificaram parte das amostras estudadas. Nas avaliações microbiológicas, para coliformes totais a contagem foi menor que 3,0NMP.g-1 e nenhuma das amostras apresentou bactérias psicrotróficas e Salmonella sp. Para avaliação sensorial dos méis constatou-se boa aceitabilidade. A maioria dos méis de A. mellifera produzida por agricultores familiares da Baia do Iguape atendeu às exigências da Legislação pertinente e possui qualidade para ser consumidas pela população.
This work had the objective to evaluate the quality of Apis mellifera L. honey produced by family farmers in the Iguape bay, in Bahia, Brazil. A total of 42 samples were collected from apiaries located within the Iguape bay from March, 2009 to February, 2010. Samples were transported to the Nucleus of Insect Studies - INSECTA, at the Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas from the Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, where physicochemical evaluations were performed (total reducing sugars, reducing sugars, apparent sucrose, moisture, diastatic activity, hydroxymethylfurfural, ashes, pH, acidity, electric conductivity and color classification), as well as microbiological (total coliforms, fungi and yeasts, psicrothrophic bacteria, mesophilic bacteria and Salmonella sp.) and sensory evaluations (fluidity, color, scent, crystallization, flavor and acceptance). Concerning physicochemical evaluations, 61.90% of the samples were considered within the established standards by Brazilian legislation for honey marketing. Moisture content (16.66% of the samples), reducing sugars (14.28% of the samples), ashes (4.76% of the samples) and HMF (2.38% of the samples) disqualified part of the studies samples. Microbiological evaluations for total coliforms resulted in counts under 3.0NMP.g-1 and no sample having psicrothrophic bacteria nor Salmonella sp. Sensory evaluation confirmed good acceptance of the honey samples. In a general way, mostly all A. mellifera honey samples produced by familiar farmers in the Iguape bay are in conformity with the marketing legislation, having good quality for human consumption.
Keywords: Apicultura
Apicultura - Bahia
Abelha
Abelha - Criação
Agricultura familiar
URI: http://hdl.handle.net/123456789/576
Issue Date: 12-Sep-2013
Appears in Collections:CCAAB - Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SAMIRA MARIA PEIXOTO CAVALCANTE DA SILVA.pdf331,47 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.