Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/handle/123456789/660
Title: Sobre Viver No/Do Lixo: o trabalho do catador de materiais recicláveis no Aterro Controlado do Município de Amargosa-Ba.
Authors: Argolo, Joelma Cristina Rebouças
Abstract: A gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos – RSU se constitui em um dos maiores desafios da contemporaneidade. A produção desses resíduos cresce exponencialmente, lado a lado com o consumo, e os espaços para disposição final desses resíduos tornam-se cada vez mais escassos. O Brasil apresenta dados preocupantes nessa área, a exemplo dos 58,06% de municípios brasileiros que ainda despejam seus resíduos a céu aberto, em vazadouros clandestinos ou lixões. Nesses cenários aparecem atores sociais de grande relevância socioambiental, os catadores de material reciclável, que se misturam aos restos, garimpando materiais que possam ser reaproveitados ou reciclados. Na perspectiva de caracterizar e compreender o trabalho do catador de materiais recicláveis do aterro controlado do município de Amargosa – BA, a fim de produzir subsídios para a implantação de uma gestão integrada e inclusiva dos RSU, realizou-se essa pesquisa sob abordagem qualitativa e quantitativa, utilizando como instrumentos para coleta de dados questionário e roteiro semiestruturado para entrevista, que revelaram a presença de catadores com idade entre 18 e 70 anos, a maioria proveniente da área rural e que se tornaram catadores como alternativa às dificuldades impostas pela seca e pelo desemprego. Esses sujeitos trabalham em condições insalubres, submetidos a um alto grau de vulnerabilidade social, obtendo renda menor que o salário mínimo, sem acesso aos benefícios sociais, assegurados aos demais trabalhadores. A maioria desses catadores desconhece a totalidade do ciclo de produção da reciclagem e a importância de seu papel nesse contexto. A pesquisa revelou, ainda, um processo de territorialização da área de disposição de RSU, através de delimitação e apropriação do espaço a partir de relações de poder, o que ficou evidenciado pelos conflitos existentes entre os catadores e pelas regras estabelecidas por eles para funcionamento do trabalho. Dessa forma, a partir dos indicadores levantados, foram discutidas as condições extremamente perversas de exploração a que são submetidos os catadores. Esses sujeitos estão situados na parte mais degradante do processo, realizando a pior parte do trabalho e recebendo por isso valores irrisórios, além de serem submetidos a todos os níveis de exploração, que começa com a compra do material reciclável pelos atravessadores e estende-se por toda a cadeia produtiva. Nesse contexto, sugere-se a construção e efetivação de um Plano de Gestão de RSU, com um intenso envolvimento e responsabilização da sociedade, para que seja possível desconstruir representações sociais criadas acerca dos catadores, criando alternativas de integração efetiva desses sujeitos, a partir deles e por eles, considerando-os enquanto agentes ambientais imprescindíveis à concretização de todo e qualquer processo de gestão de RSU.
The management of Municipal Solid Waste – MSW constitutes one of the greatest challenges of contemporaneity. The production of these waste grows exponentially, alongside consumption, and spaces for final disposal of these wastes become increasingly scarce. Brazil presents worrisome data in this area, like the 58.06% of Brazilian municipalities that still dump their waste in the open, in illegal dumps or landfills. Social actors of great socio-environmental relevance appear in these scenarios, the waste pickers of recyclable materials, which blend with the rests, panning materials that can be reused or recycled. From the perspective of characterizing and understanding the work of the collector of recyclable materials from the landfill in the municipality of Amargosa – BA, in order to produce knowledge to support the implementation of an integrated and inclusive management of MSW, this research was conducted under qualitative and quantitative approach, using as instruments for data collection questionnaire and semi-structured interview, which revealed the presence of collectors aged between 18 and 70 years, mostly from the rural area that have become collectors as an alternative to the difficulties imposed by drought and unemployment. These workers face unsanitary conditions, submitted to a high degree of social vulnerability, obtaining an income lower than the minimum wage, with no access to social benefits assured to other employees. Most of these collectors ignore the entire production cycle of recycling and the importance of their role in this context. The research also revealed a process of territorialization of MSW disposal area, through demarcation and appropriation of space from power relations, which was evidenced by the conflicts between the collectors and the work rules established by them. Thus, based on the raised indicators, the extremely perverse conditions of exploitation which the collectors are submitted were discussed. These individuals are situated in the most degrading part of the process, realizing the worst part of the job and getting ridiculously low values, in addition to being submitted to all levels of exploitation, which begins with the purchase of recyclable material by middlemen and extends throughout the whole productive chain. In this context, we suggest the construction and execution of a Management Plan for MSW, with an intense involvement and responsibility of society to be able to deconstruct social representations about scavengers, creating alternatives for effective integration of these individuals, from them and for them, considering them as essential environmental agents to achieve any process of MSW management.
Keywords: Catadores de lixo
Lixo urbano
Resíduos sólidos
Reciclagem
URI: http://hdl.handle.net/123456789/660
Issue Date: 20-Sep-2013
Appears in Collections:CCAAB - Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas e Segurança Social (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertao - Joelma Cristina.pdf3,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.