Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/handle/123456789/827
Title: Metais pesados no solo e em plantas nativas e cultivadas em um gossan no platô de Irecê, Bahia
Authors: Nascimento Junior, Adailton Liberato do
Abstract: Na região de Irecê, Bahia, existem faixas alongadas de formação superficial em forma de crosta laterítica conhecidas como gossans. Em um deles foi detectada a presença de Pb, Zn, Cr e Mn em perfis de solo. Este estudo objetivou quantificar a ocorrência de metais pesados no solo e em diferentes partes de plantas nativas e cultivadas, em área mais abrangente no mesmo gossan. Amostras de solo foram coletadas nas profundidades de 0-0,20 e 0,20-0,40 m, em uma malha com cinco transecções distanciadas de 1.000 m e perpendiculares ao gossan. Em cada transecção foram coletadas amostras de solo em distâncias de 25, 50, 100, 200 e 400 m a partir do centro do gossan e para ambos os lados do mesmo. As amostras de plantas foram coletadas apenas na distância de 25 m. Foram analisados As, Cd, Pb, Cu, Cr, Fe, Mn, Ni, Ti e Zn em extratos de solo e planta. Com relação ao solo, o Pb e o As apresentaram teores médios acima dos valores de prevenção mas uma pequena dispersão na área. O Zn apresentou teor médio acima do valor de prevenção e dispersão maior que a dos demais metais, sendo o que requer maior preocupação na área avaliada. Os demais metais pesados avaliados (Cr, Cu, Ni, Fe, Mn e Ti) não suscitaram maiores preocupações. Quanto à planta, o As e Cd não foram encontrados nas plantas avaliadas. O Pb, Fe e Ti concentraram-se nas raízes de várias das plantas avaliadas, com ênfase em capim buffel (Pb e Fe), milho (Fe e Ti) e pinhão-branco (Fe e Ti). No caso do Pb, evidenciou-se um mecanismo de proteção das plantas, não o translocando para a parte aérea. O Zn e o Mn distribuíram-se em todas as partes das plantas avaliadas. Os teores de Cu obtidos ficaram bem abaixo dos níveis considerados fitotóxicos.
In the region of Irecê, Bahia, Brazil, are superficial elongated strips in form of lateritic crust known as gossans. In one of them was detected the presence of Pb, Zn, Cr, and Mn in soil profiles. This study aimed to quantify heavy metals occurrence in soil and in different parts of native and cultivated plants, in a wider area in the same gossan. Soil samples were collected at depths of 0-0.20 and 0.20-0.40 m, following a grid with 1,000 m spaced five transects perpendicular to gossan. In each transect samples were collected at 25, 50, 100, 200, and 400 m from the center of gossan and both sides thereof. Plant samples were collected only at the distance of 25 m. Were analyzed As, Cd, Pb, Cu, Cr, Fe, Mn, Ni, Ti, and Zn in soil and plant extracts. With respect the soil, Pb and As presented average contents above prevention values but showed small dispersion in the area. Zinc showed average content above prevention value and higher dispersion than the other metals, requiring greater care in evaluated area. Others heavy metals evaluated (Cr, Cu, Ni, Fe, Mn, and Ti) not raised major concern. With respect the plant, As and Cd were not found in the plants evaluated. Pb, Fe, and Ti were concentrated in the roots of various plants evaluated, with emphasis on buffel grass (Pb and Fe), corn (Fe and Ti) and white pinion (Fe and Ti). In the case of Pb, there was a protective mechanism of plants, not translocating it to the shoots. Zn and Mn were distributed in all parts of the plants evaluated. Values of Cu obtained were very below phytotoxic levels.
Keywords: Solo-química-Irecê-BA
Metais pesados
URI: http://hdl.handle.net/123456789/827
Issue Date: 28-Mar-2014
Appears in Collections:CAAB - Programa de Pós-Graduação em Solos e Qualidade de Ecossistemas (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação SQE - Adailton do Nascimento Copy.pdf8,85 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.