Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/handle/prefix/1087
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Qualidade microbiológica, veiculação de bactérias resistentes e caracterização genotípica do pescado comercializado em feiras livres em Municípios do Recôncavo da Bahia
metadata.dc.creator: Damacena, Sanmily Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Barros, Ludmilla Santana Soares e
metadata.dc.contributor.referee1: Barros, Ludmilla Santana Soares e
metadata.dc.contributor.referee2: Fernandes, Marcílio Delan Baliza
metadata.dc.contributor.referee3: Oliveira, Lilian Porto de
metadata.dc.description.resumo: CAPÍTULO 1 = O pescado é um alimento que possui alto valor nutritivo, no entanto, pode ter sua qualidade comprometida em função de contaminações ao longo da cadeia de produção. Em mercados e feiras livres este fato pode ser agravado devido a forma de venda e de manipulação inadequadas. O trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade microbiológica do pescado comercializado em feiras livres em municípios do Recôncavo da Bahia e caracterizar os isolados quanto à suscetibilidade a antimicrobianos e à presença de genes de virulência. Semanalmente, no período de abril a junho de 2018, foram analisadas 54 amostras de pescado comercializados nos municípios de Cachoeira, Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus. Em cada coleta foram adquiridas duas amostras de tainha (Mugil brasiliensis), duas de sururu (Mytella sp.) e duas de chumbinho (Anomalocardia brasiliana), sendo realizadas três repetições em cada município. Para análise microbiológica foi feito a contagem total de bactérias heterotróficas mesófilas pelo método de plaqueamento em profundidade (pour plate) em Ágar Padrão para Contagem (PCA), bolores e leveduras por plaqueamento em superfície (spread plate) em Ágar Sabouraud Dextrose. Para contagem de coliformes totais e Escherichia coli foi feito plaqueamento em profundidade utilizando o Chromocult® Coliform Agar e para quantificação de Staphylococcus aureus foi utilizado o método rápido PetrifilmTM STX (3M Company). O perfil de sensibilidade dos isolados de S. aureus e E. coli a antimicrobianos comerciais foi determinado pelo método discodifusão. Realizou-se a extração do DNA dos isolados de E. coli e utilizou-se a Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) para pesquisar o gene de virulência stx. A quantificação de coliformes totais variou de 0 a 9,50 log UFC/g. Bolores e leveduras e bactérias heterotróficas mesófilas apresentaram a maior quantificação, 9,95 log UFC/g e 9,78 log UFC/g, respectivamente. Para S. aureus, 85,4% dos isolados foram resistentes a penicilina, 79,2% a clindamicina e 75% a oxacilina. E. coli se mostrou resistente a nove antimicrobianos, com maior resistência para amoxicilina (88,4%), ampicilina (85,5%) e cefoxitina (82,6%). Não foi detectada a presença do gene stx em nenhuma amostra estudada. Diante dos resultados encontrados é possível concluir que as amostras de pescado comercializado em feiras livres nos municípios de Cachoeira, Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus apresentam qualidade microbiológica insatisfatória, além de servirem de veículo para microrganismos resistentes. CAPÍTULO 2 = A comercialização informal de pescado é uma importante fonte de alimentos e de renda para muitas famílias, entretanto constitui uma preocupação na perspectiva da saúde pública, pois pode ter a sua qualidade comprometida durante a comercialização. O objetivo do trabalho foi avaliar a qualidade microbiológica do pescado comercializado em feiras livres em municípios do Recôncavo da Bahia, caracterizar os isolados quanto à suscetibilidade a antimicrobianos e pesquisar genes de virulência. Foram coletadas amostras de tainha (Mugil sp.), sururu (Mytella sp.) e chumbinho (Anomalocardia brasiliana) em feiras livres nos municípios de Cachoeira, Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus. Foram avaliadas a presença de mesófilos, bolores e leveduras, coliformes totais, Escherichia coli e Staphylococcus aureus. Os isolados de E. coli e S. aureus foram submetidos ao teste de susceptibilidade antimicrobiana. Foi realizada pesquisa do gene stx em isolados de E. coli. As quantificações de coliformes totais e S. aureus variaram de 0 a 9,50 log UFC/g, além disso foram encontradas elevadas contagens de mesófilos e bolores e leveduras. E. coli apresentou maior resistência (76,8%) a amoxicilina. S. aureus apresentou sensibilidade maior a gentamicina. O gene stx não foi identificado em nenhuma das amostras estudadas. Conclui-se que parte do pescado comercializado nas feiras livres destes três municípios apresenta qualidade microbiológica insatisfatória, podendo causar riscos à saúde do consumidor, além de servir de veículo para disseminação de bactérias resistentes a diferentes antimicrobianos.
Abstract: CAPÍTULO 1 = Fish is a food that has high nutritional value, however, it can have its quality compromised due to contaminations along the production chain. In markets and street markets this fact can be aggravated due to inadequate sales and handling. The objective of this study was to evaluate the microbiological quality of fish marketed in street markets in municipalities of the Recôncavo of Bahia and characterize the isolates for antimicrobial susceptibility and the presence of virulence genes. On a weekly basis, from April to June 2018, 54 fish samples commercialized in the municipalities of Cachoeira, Cruz das Almas and Santo Antônio de Jesus were analyzed. In each collect, two tainha samples (Mugil sp.), two of sururu (Mytella sp.) and two of chumbinho (Anomalocardia brasiliana), three repetitions were performed in each municipality. For microbiological analysis, the total count of mesophilic heterotrophic bacteria by pour plate in Plate Count Agar (PCA), molds and yeasts by spread plate in Agar Sabouraud Dextrose. For counting of total coliforms and Escherichia coli was done using Chromocult® Coliform Agar and for quantification of Staphylococcus aureus the rapid method Petrifilm ™ STX (3M Company) was used. The sensitivity profile of S. aureus and E. coli isolates to commercial antimicrobials was determined by the disc-diffusion method. The DNA was extracted from the E. coli isolates and the Polymerase Chain Reaction (PCR) was used to screen for the stx virulence gene. The quantification of total coliforms ranged from 0 to 9.50 log CFU / g. Molds and yeasts and heterotrophic mesophilic bacteria presented the highest quantification, 9.95 log CFU / g and 9.78 log CFU / g, respectively. For S. aureus, 85.4% of the isolates were resistant to penicillin, 79.2% to clindamycin and 75% to oxacillin. E. coli was resistant to nine antimicrobials, with higher resistance to amoxicillin (88.4%), ampicillin (85.5%) and cefoxitin (82.6%). The presence of the stx gene was not detected in any sample studied. In view of the results found, it is possible to conclude that samples of fish marketed in street markets in the municipalities of Cachoeira, Cruz das Almas and Santo Antônio de Jesus have unsatisfactory microbiological quality, besides serving as vehicles for resistant microorganisms. CAPÍTULO 2 = Informal marketing of fish is an important source of food and income for many families, but it is a public health concern since it can be compromised during marketing. The objective of this work was to evaluate the microbiological quality of the fish marketed in open fairs in municipalities of the Bahia Reconcavo, to characterize the isolates for antimicrobial susceptibility and to investigate virulence genes. Samples of tainha (Mugil sp.), sururu (Mytella sp.) and chumbinho (Anomalocardia brasiliana) were collected in street market in the municipalities of Cachoeira, Cruz das Almas and Santo Antônio de Jesus. The presence of mesophiles, molds and yeasts, total coliforms, Escherichia coli and Staphylococcus aureus. The isolates of E. coli and S. aureus were submitted to the antimicrobial susceptibility test. Research on gene stx in E. coli isolates was performed. Quantifications of total coliforms and S. aureus ranged from 0 to 9.50 log CFU / g, and high counts of mesophiles and molds and yeasts were found. E. coli presented greater resistance (76.8%) to amoxicillin. S. aureus presented greater sensitivity to gentamicin. The stx gene was not identified in any of the samples studied. It is concluded that part of the fish marketed in the free trade fairs of these three municipalities presents unsatisfactory microbiological quality, which may cause risks to the consumer's health, besides serving as a vehicle for the dissemination of bacteria resistant to different antimicrobials.
Keywords: Mugil sp
Mytella sp
Anomalocardia brasiliana
Gene stx
Resistência antimicrobiana
Virulência
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
metadata.dc.publisher.initials: UFRB
metadata.dc.publisher.department: Departamento 1
metadata.dc.publisher.program: PPG1
Citation: DAMACENA, Sanmily Santos. Qualidade microbiológica, veiculação de bactérias resistentes e caracterização genotípica do pescado comercializado em feiras livres em Municípios do Recôncavo da Bahia. 2019. 70 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Microbiologia Agrícola, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, 2019.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/handle/prefix/1087
Issue Date: 4-Jun-2019
Appears in Collections:CCAAB - Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Sanmily Santos Damacena.pdf1,24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.