Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/handle/prefix/1091
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Microrganismos e parasitos em água destinada ao consumo humano proveniente da Zona Rural de Santo Antônio de Jesus – Bahia
metadata.dc.creator: Miranda, Felipe Silva de
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Isabella de Matos Mendes da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Amor, Ana Lúcia Moreno
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Isabella de Matos Mendes da
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Ricardo Mendes da
metadata.dc.contributor.referee3: Kamida, Hélio Mitoshi
metadata.dc.description.resumo: O acesso a água tratada é um direito humano básico. Porém ela pode ser contaminada na origem, durante a sua distribuição, bem como nos reservatórios domiciliares. As Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) representam um importante problema de saúde pública e possuem diversos agentes etiológicos, como bactérias, vírus, helmintos, protozoários e fungos. Esses microrganismos possuem distribuição cosmopolita e mecanismos de transmissão similares. A sua ocorrência vem aumentando significativamente em nível mundial principalmente onde são mais precárias as condições socioeconômicas da população, como em zonas rurais. Ademais, o tratamento da água em comunidades da zona rural é um desafio. Tratamentos alternativos nem sempre são eficientes ou são realizados da forma correta. Desta forma, o estudo objetivou avaliar a qualidade bacteriológica, parasitológica, física e química da água destinada para consumo humano numa comunidade da zona rural do Recôncavo da Bahia, averiguando os fatores relacionados a uma possível contaminação; além de avaliar o efeito antimicrobiano in vitro da exposição à luz (450 nm) na água bruta destinada ao consumo humano, investigando a relação dos resultados com parâmetros físicos e químicos. Para a avaliação da qualidade da água, o estudo foi realizado em 53 domicílios, no final da estação chuvosa (agosto a setembro de 2015) e no final da estação seca (abril de 2016). Foi avaliada a presença de coliformes totais, Escherichia coli; quantificadas bactérias heterotróficas; realizada avaliação parasitológica; analisados pH, temperatura, oxigênio dissolvido, cor aparente, turbidez e salinidade; aplicada lista de verificação com questões referentes à fonte da água e seu armazenamento. Todas as amostras estavam em desacordo aos parâmetros permitidos e recomendados pela legislação brasileira. De acordo com os dados obtidos, a origem da água, presença de reservatório no domicílio, destino de esgoto e o tempo de limpeza do reservatório interferiram diretamente nos resultados bacteriológicos. Para a avaliação do efeito antimicrobiano in vitro, foram coletadas 15 amostras da mesma comunidade da zona rural. As amostras foram expostas diretamente a um sistema de iluminação composto por diodo emissor de luz por 10 horas. As quantificações de bactérias heterotróficas, coliformes totais e temperatura foram realizadas a cada duas horas. As análises bacteriológicas foram repetidas após 72 horas da finalização da exposição. As análises de pH, oxigênio dissolvido, e salinidade foram realizadas antes de cada experimento. Houve uma redução significativa nos dois parâmetros bacteriológicos analisados após o tratamento. A média das reduções das bactérias heterotróficas foi de 97,01 % e dos coliformes totais foi de 95,61 %. Os parâmetros pH, oxigênio dissolvido e temperatura tiveram relação direta com a redução percentual de bactérias heterotróficas. Destarte, o consumo das amostras analisadas pode representar um risco à saúde da população, podendo levar inclusive a surtos de DTA. Medidas efetivas de tratamento da água e corretivas no seu acesso devem ser tomadas para minimizar o risco à saúde humana. Por ser singular, este estudo pode servir como empenho inicial na procura de novos métodos para desinfecção de água. Com pesquisas adicionais, o processo pode ser aperfeiçoado, tornando viável um novo método de desinfecção de água a ser aplicado in loco. CAPÍTULO 1 = Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) é uma síndrome originada pela ingestão de alimentos e/ou de água que contenham agentes contaminantes em quantidades tais que afetem a saúde do consumidor, em nível individual ou em grupos populacionais. Nos últimos 15 anos, a água foi a terceira maior causa relacionada a surtos de DTA no Brasil, com diversos agentes etiológicos envolvidos como bactérias, como Escherichia coli, e protozoários, como Giardia spp.. Esses microrganismos possuem distribuição cosmopolita e mecanismos de transmissão similares, além de estarem diretamente relacionados à ausência ou precariedade das condições socioeconômicas e saneamento básico. O Ministério da Saúde estabelece os padrões de potabilidade da água para consumo humano e dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade dessa água por meio da Portaria MS 2914/2011. Essa legislação define diversos parâmetros permitidos e recomendados para água destinada ao consumo humano. Para a avaliação bacteriológica, faz uso de microrganismos indicadores, como bactérias heterotróficas, coliformes totais e Escherichia coli. Conjuntamente, aborda uma série de parâmetros físicos e químicos como pH, cor aparente e turbidez. Além disso, preconiza análises parasitológicas em condições específicas de contaminação bacteriológica da água. Para se tornar potável, a água pode passar por diversos tipos de tratamento como cloração, fervura, filtração, exposição à luz solar e exposição à luz ultravioleta. Cada um desses sistemas possui vantagens, desvantagens e limitações. Pontos positivos e negativos devem ser levados em consideração para a escolha do sistema de desinfecção mais adequado à necessidade do consumidor, de modo que medidas efetivas de tratamento da água devem ser tomadas para minimizar o risco à saúde humana. CAPÍTULO 2 = Objetivou-se avaliar qualidade bacteriológica, parasitológica, física e química da água destinada para consumo humano numa comunidade da zona rural do Recôncavo da Bahia (Brasil), e os fatores relacionados a uma possível contaminação. As coletas foram realizadas em dois momentos: na estação chuvosa 9 agosto a setembro de 2015 (agosto a setembro de 2015 ) e da estação seca (abril de 2016). Foi avaliada a presença de coliformes totais, Escherichia coli; quantificadas bactérias heterotróficas; realizados os métodos parasitológicos de exame direto, Faust modificado; analisados pH, temperatura, oxigênio dissolvido, cor aparente, turbidez e salinidade; aplicada lista de verificação com questões referentes à fonte da água e seu armazenamento. Dos 53 domicílios, 26 67,9 % estavam fora dos padrões bacteriológicos de potabilidade, 5,7 % fora dos padrões parasitológicos, 92,5 % fora dos padrões físicos e químicos e todas as amostras estavam em desacordo os parâmetros permitidos e recomendados pela legislação brasileira. A origem da água (p = 0,002), presença de reservatório no domicílio (p = 0,004), destino de esgoto (p = 0,004) e o tempo de limpeza do reservatório (p = 0,003) tiveram relação direta com os resultados bacteriológicos. O consumo desta água representa um risco à saúde da população, podendo ocasionar surtos de Doenças Transmitidas por Alimentos. Medidas efetivas de tratamento da água e corretivas no seu acesso devem ser tomadas para minimizar o risco à saúde humana. CAPÍTULO 3 = Objetivou-se avaliar o efeito antimicrobiano in vitro da exposição à luz (450 nm) na água bruta destinada ao consumo humano, bem como foi investigada a relação dos resultados com parâmetros físicos e químicos. Foram coletadas 15 amostras de água bruta em domicílios da zona rural de Santo Antônio de Jesus – Bahia (Brasil) no período de novembro e dezembro de 2016. Uma alíquota de 100 mL de cada amostra foi exposta a um sistema de iluminação composto por dois diodos emissor de luz de alta intensidade (10 W cada), com comprimento de onda de 450 nm e fluxo luminoso de 200 lúmens por 10 horas. As quantificações de bactérias heterotróficas, coliformes totais e temperatura foram iniciadas em tempo zero e realizadas a cada duas horas até o final da exposição. As análises bacteriológicas foram repetidas após 72 horas da exposição da luz. As análises de pH, oxigênio dissolvido, e salinidade foram realizadas antes de cada experimento. Houve uma redução significativa nos dois parâmetros bacteriológicos analisados após o tratamento (p = 0,000). Ocorreu um decréscimo médio nas contagens de bactérias heterotróficas de 3,44 para 1,86 log UFC/mL e de coliformes totais de 2,45 para 1,02 log UFC/mL. A média das reduções das bactérias heterotróficas foi de 97,01 % e dos coliformes totais foi de 95,61 %. Após 72 horas, as duas contagens aumentaram, com crescimento significativo entre bactérias heterotróficas (p = 0,000), porém não houve crescimento significativo para coliformes totais (p = 0,058). pH (ρ = -0,981; p = 0,000), oxigênio dissolvido (ρ = -0,529; p = 0,043) e temperatura (ρ = 0,521; p = 0,047) tiveram relação com a redução percentual de bactérias heterotróficas. O método demonstrou ser efetivo na desinfecção da água bruta in vitro em diversas condições físicas e químicas diferentes.
Abstract: The access to potable water is a basic human right. However, water may be contaminated at its source, during distribution, as well as in household tanks. Foodborne illness represent a relevant public health issue and have several etiological agents, such as bacteria, virus, helminthes, protozoa and fungus. Those microorganisms have a cosmopolitan distribution and similar transmission mechanisms. Its occurrence has been increasing significantly worldwide, especially in places where the population’s socioeconomic conditions are more precarious, such as rural areas. Furthermore, water treatment in rural communities is a challenge. Alternative treatments are not always efficient or performed correctly. Hence, the goal of this study was to evaluate the bacteriological, parasitological, physical and chemical quality of water destined for human consumption in a rural community at Recôncavo da Bahia, ascertaining the factors that could be related to a possible contamination; also studying the in vitro antimicrobial effects of exposure to light (450 nm) in raw water intended for human consumption, investigating the relationship of the results with the physical and chemical parameters. In order to evaluate the water quality, the study was carried out in 53 households, by the end of both rainy (August to September 2015) and dry seasons (April 2016). The presence of total coliforms, Escherichia coli were evaluated; a parasitological evaluation was performed; heterotrophic bacteria were quantified; pH, temperature, dissolved oxygen, apparent color, turbidity and salinity were analyzed; a questionnaire concerning the source of water and its storage was applied. All samples were in disagreement with the parameters allowed and recommended by the Brazilian legislation. According to the data obtained, the water source, the presence of a reservoir at the households, the sewage destination and the cleaning time of the reservoir were directly related to the bacteriological results. For the rating of the antimicrobial effect in vitro, 15 samples were collected from the same rural area community. The samples were directly exposed to a light system consisting of a light emitting diode for 10 hours. The quantifications of heterotrophic bacteria, total coliform and temperature were realized every two hours. The bacterial analysis was repeated after 72 hours exposure finalization. The pH, dissolved oxygen and salinity analysis were made before each experiment. There has been a significant reduction in both bacteriological parameters analyzed after treatment. The average reduction of heterotrophic bacteria was 97,01 % and total coliform, 95,61 %. The parameters pH, dissolved oxygen and temperature had direct relationship with the percentage reduction of heterotrophic bacteria. Thus, the consumption of the analyzed samples may represent a risk to the population’s health, and could even lead to outbreaks of foodborne illness. Effective water treatment measures should be taken in order to minimize the risk to human health. Because of its uniqueness, this study may serve as an initial effort to find new methods of water disinfection. With additional research, the process can be improved, making viable a new water disinfection method to be applied in loco. CA´PÍTULO 1 = Foodborne illness is a syndrome caused by the ingestion of food and/or water containing contaminant agents in amounts that affect the consumer’s health, in an individual level or population groups. In the last 15 years, water was the third major cause related to foodborne illness outbreaks in Brazil, with different etiologic agents involved, such as bacteria, like Escherichia coli, and protozoa, like Giardia spp..These microorganisms have cosmopolitan distribution and similar transmission mechanisms, in addition to being directly related to the absence or precariousness of socioeconomic conditions and basic sanitation. The Brazilian Ministry of Health, through Ordinance MS 2914/2011, establishes drinking water standards for human consumption and provides procedures for the control and monitoring the quality of this water. This legislation defines several parameters allowed and recommended for water destined for human consumption. For the bacterial evaluation, it uses indicator microrganisms such as heterotrophic bacteria, total coliforms and Escherichia coli. Simultaneously, it addresses a series of physical and chemical parameters such as pH, apparent color and turbidity. As well as it recommends parasitological analysis in specific bacterial contamination conditions. For it to become potable, the water can undergo various types of treatments, such as chlorination, boiling, filtration and exposure to sunlight and ultraviolet light. Each system has advantages, disadvantages and limitations. Positive and negative points should to be taken into consideration while choosing the most adequate disinfection system to the consumer’s needs. Effective water treatment measures are taken to minimize the risk to human health. CAPÍTULO 2 = This work aimed to evaluate the bacteriological, parasitological, physical and chemical quality of water intended for human consumption in a community in a rural area of Recôncavo of Bahia (Brazil), and the factors related to a possible contamination. Samples were collected at two different times: at rainy season (August to September 2015) and dry season (April 2016). The present work evaluated the presence of total coliforms, Escherichia coli; it quantified heterotrophic bacteria; it performed parasitological techniques for direct examination and modified Faust; it analyzed pH, temperature, dissolved oxygen, apparent color, turbidity and salinity; it applied a questionnaire regarding the water source and its storage. Out of the 53 households, 67.9 % were in disagreement with bacteriological standards of potability. 5.7 % in disagreement with parasitological standards, 92.5 % in disagreement with physical and chemical standards and all samples were in disagreement with the parameters allowed and recommended by the Brazilian legislation. The water source (p = 0.002), presence of a household reservoir (p = 0.004), sewage destination (p = 0.004) and reservoir cleaning time (p = 0.003) were directly related to the bacteriological results. The consumption of this water poses a risk to the population’s health, and it could provoke outbreaks of foodborne illness. Effective water treatment and remedial me asurements should be taken in order to minimize risks to human health.
Keywords: Água contaminada
Padrões de potabilidade
Água subterrânea
Água bruta
Microrganismos indicadores
LED azul
Padrões de potabilidade
Doenças transmitidas por alimentos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
metadata.dc.publisher.initials: UFRB
metadata.dc.publisher.department: Departamento 1
metadata.dc.publisher.program: PPG1
Citation: MIRANDA, Felipe Silva de. Microrganismos e parasitos em água destinada ao consumo humano proveniente da Zona Rural de Santo Antônio de Jesus – Bahia. 2017. 103 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Microbiologia Agrícola, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/handle/prefix/1091
Issue Date: 23-Feb-2017
Appears in Collections:CCAAB - Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO FELIPE SILVA DE MIRANDA.pdf978,07 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.