Please use this identifier to cite or link to this item: http://localhost:8080/handle/prefix/1099
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Saúde mental e políticas públicas: um estudo com mulheres rurais no município de Mairi – Ba
metadata.dc.creator: Fernandes, Alexsandra de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: Sodré, Maria Lúcia da Silva
metadata.dc.contributor.referee1: Sodré, Maria Lúcia da Silva
metadata.dc.contributor.referee2: Galvão Filho, Teófilo
metadata.dc.contributor.referee3: Dourado, Auceia Matos
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como objetivo identificar os fatores que podem levar as mulheres trabalhadoras rurais do Município de Mairi- BA a desenvolver um quadro de transtorno mental. O interesse desta pesquisa se deu a partir do trabalho clínico/empírico da autora no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), onde foi constatado um índice relevante de casos em mulheres que vivem na área rural, e, que devolveram transtorno mental, diagnosticadas com quadro de depressão e ansiedade. Por considerar assunto de relevância para a área da Psicologia, assim como, para a Gestão Pública, propõe-se estudar os possíveis fatores presentes no surgimento de tais transtornos, avaliando seus impactos no dia a dia das mulheres rurais. Para compreender a singularidade da temática, saúde mental das trabalhadoras rurais, foi adotado um estudo descritivo por meio de uma abordagem qualitativa. O método utilizado foi o de estudo de caso, por permitir uma melhor compreensão da realidade social e psicológica do objeto em questão, de forma detalhada. Quanto à coleta de informação foi realizada uma pesquisa documental nos prontuários das mulheres atendidas no CAPS, sendo selecionado um recorte populacional total de 10 mulheres, 6 com diagnóstico de depressão, e 4 com o diagnóstico de ansiedade. Os dados primários foram realizados mediante pesquisa de campo, e, os procedimentos de coleta de dados foram realizados através de entrevistas semiestruturadas, associada a um questionário de Auto Relato (SRQ). Os resultados desta pesquisa demonstraram que diversos fatores podem influenciam no surgimento de transtornos mentais na vida destas mulheres rurais, sendo aqui neste estudo mais latente os problemas conjugais. Outro aspecto relevante de investigação o qual não foi foco nesta pesquisa foi o resultado de que 80% apresentaram histórico de transtornos mentais na família, ou seja, investigar os aspectos hereditários e interacionais entre os membros familiares se faz necessários, visto que este pressupõe um fator que pode resultar no desenvolvimento de transtornos mentais. Os resultados desta pesquisa propõem a necessidade de novas estratégias de Políticas Públicas atreladas a programas de atendimento psicossociais a esta população.
Abstract: The present research project had the objective of identifying the factors that can lead the rural female workers of the Municipality of Mairi-BA to develop a picture of mental disorder. The interest of this research was based on the clinical / empirical work of the author at the Center for Psychosocial Care (CAPS), where a relevant index of cases was verified in women living in the rural area, and who returned mental disorder, Depression and anxiety. Considering a subject of relevance to Psychology, as well as Public Management, the author proposed to study the possible factors present in the emergence of such disorders, evaluating their impact on the daily lives of rural women. To understand the uniqueness of the thematic, mental health of rural workers, a descriptive study was adopted through a qualitative approach. The method used was the case study, because it allows a better understanding of the social and psychological reality of the object in question, in a detailed way. Regarding the collection of information, a documentary survey was carried out on the medical records of the women attending the CAPS. A total population cut of 10 women was selected, 6 were diagnosed with depression and 4 were diagnosed with anxiety. The primary data were performed through field research, and the data collection procedures were performed semi-structured interviews, associated with an AutoReport questionnaire (SRQ). The results of this research demonstrated that several factors may influence the emergence of mental disorders in life Of these rural women, and in this study more latent marital problems, another relevant aspect of research that was not focused in this research was the result of 80% presenting a history of mental disorders in the family, that is, investigating the hereditary and interactional aspects between The family members would be another alternative for the development of mental disorders. The proposal of this research aims to propose new strategies of Public Policies tied to programs of psychosocial care to this population.
Keywords: Trabalhadoras Rurais
Transtornos Mentais
Políticas Públicas
Saúde Mental
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
metadata.dc.publisher.initials: UFRB
metadata.dc.publisher.department: Departamento 1
metadata.dc.publisher.program: PPG1
Citation: FERNANDES, Alexsandra de Souza. Saúde mental e políticas públicas: um estudo com mulheres rurais no município de mairi ⠳ ba. um estudo com mulheres rurais no município de Mairi – Ba. 2017. 108 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de PÓs-graduaÇÃo em GestÃo de PolÍticas PÚblicas e SeguranÇa Social, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - Ufrb, Cruz das Almas, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/handle/prefix/1099
Issue Date: 26-Jan-2017
Appears in Collections:CCAAB - Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas e Segurança Social (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ALEXSANDRA - REVISÃO FINAL- DISSERTAÇÃO.PRONTO.pdf2,13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.